Você É O Que Você Come? (Acho Que Não!)

comer

Começo este post com essa pergunta, que aparece centenas de vezes como uma afirmação. Até usei na faculdade, na época de “Anne caloura” uma camiseta com essa frase. Eu achava O MÁXIMO! Mas infelizmente, não tinha tanta maturidade de pensar sobre o assunto…

Elevar o que você come como condição de ser sua característica pessoal é uma das coisas mais bobas que você pode fazer na vida! Um alimento não vai te fazer melhor ou pior que alguém. Alimento é escolha, é cultura, é fome, é sentimento, é prazer.

você é o que você come

Você comer a batata frita do Mc Donalds com ingredientes vindos do petróleo não vai te fazer pior (ou melhor) do que alguém que come batata doce com frango em todas as refeições ou ainda do que alguém que toma shake da Herbalife (que nem é alimento, diga-se de passagem- isso é assunto para um próximo post ;P).

Os sentimentos alheios, as vontades e a vida em geral estão sendo indevidamente confundidos com as preferências alimentares das pessoas. Não se julgue melhor que outra pessoa por conseguir comer fruta 5 vezes ao dia, assim como você não deve se sentir inferior por ter compulsão alimentar.

comer

 

A educação em saúde, tomando por foco a nutrição deveria ser completamente pautada em escolhas alimentares para uma vida com mais amor próprio. Para uma vida na qual se saiba escutar o corpo! E, infelizmente, o que vemos é o patamar “comida” sendo empurrado “guela abaixo” como sinônimo de foco, de restrições (Uh lala DETOX) e de modismos.

frutas

Sou nutricionista e prezo por uma alimentação mais natural. Venho aprendendo a ouvir meu corpo, de tal forma que já consigo fazer escolhas mais saudáveis e com menos ingredientes nocivos ao meu organismo. Mas, posso dizer algo a vocês? Nem sempre isso é possível! Tem dias em que tudo que eu quero é comer um brigadeirão, ou uma pizza, ou a batata do Mc Donalds, e não me julgo pior que tal ou tal pessoa. Você também deveria não se julgar! Comer não é imoral, não é ilegal. Engorda? Pode ser, talvez…se alimentar com menos nutrição e mais calorias tem quilos a mais como consequência!

comer
Ahhhh! Sabe sim!

Saber comer e fazer escolhas naturais é a chave da questão! Caso você tenha essa dificuldade, não se encare como ruim! Você não está sozinho, definitivamente. Existem ótimos profissionais que podem ajudar! Fuja do Foco, Força e Fé vestido de whey e frango desfiado, você é mais que isso!

Não há vergonha alguma em comer aquele sanduíche que você tanto ama, ok? Tudo é uma questão de equilíbrio! Não existem comidas proibidas, existem aquelas desprovidas de valor nutricional! Quanto menos regras e julgamentos você colocar na sua alimentação, menos você terá vontade de comer tal alimento em excesso! É a relação mente-corpo-alimento.

 

Se você gostou do texto, e quiser deixar um  comentário, ou ao menos mandar um oizinho, escreve aqui com muito amor?! Clique no título do post e comente! :*

_______________________________________________________________________

 

Por: Anne Paivashare

____________________________________________________________________________

Nutrição e a Dieta Ducão

dieta dukan

Digo para vocês que ser nutricionista não é fácil! Sério! Principalmente quando as pessoas não sabem que somos nutricionistas e começam a falar coisas meio “estranhas” perto de nós! (haha). A última da vez foi a Dieta Dukan (ou Ducão, se vocês preferirem kkk)! Pois acreditem, escutei dizer na academia que um profissional de educação física “mandou” o aluno ler o livro e fazer a dieta. Quase tive um TROÇO! Jesus que me ajudou a ficar calma e maravilhosamente com cara de paisagem só pra ver até onde tudo ia. Vou explicar um pouco mais para vocês.

comer

A dieta Dukan (que inclusive comprei o livro só pra ver o que era de tão “mágico” assim) foi criada pelo francês Pierre Dukan (que, inclusive, foi proibido de praticar a medicina na França) consiste em um método que se diz rápido e fácil de emagrecer e tem 4 fases – que dizem ser de emagrecimento e consolidação. Ela ainda alia o regime à prática de caminhadas, além da ingestão de farelo de aveia, de 2 litros de água por dia e ainda “autoriza” o consumo à vontade de 100 alimentos, sendo 66 ricos em proteína e 34 tipos de legumes. Ou seja, uma dieta restritiva para todo mundo (sem respeitar o corpo e o organismo de cada um), com caminhadas (com qual orientação mesmo?), farelo de aveia todo santo dia para sempre (ninguém enjoa de aveia mesmo, não é?) e 2 litros de água por dia (até porque uma pessoa que pesa 50kg e tem 1,55m e outra pessoa que tem 100kg e mede 1,87m são super semelhantes quando o assunto é ingestão de água). Façam-me o favor!

maçã

Muitos estudos apontaram o grave desequilíbrio alimentar que a dieta causa, além de trazer consequências como tonturas, dores de cabeça, mau hálito, constipação intestinal, falta de energia, tristeza, ansiedade, distúrbios de humor e outros fatores como possíveis patologias renais e até cardiovasculares. Te digo, que provavelmente, você fazendo esse tipo de dieta uma vez por pouco tempo não vai ter muitas consequências assim, mas o problema é que as pessoas adoram o tal do efeito sanfona, pois, após prolongado tempo de uma dieta restritiva como essa e achando que chegou a um “bom peso”, o indivíduo provavelmente irá compensar tudo aquilo que deixou de comer. Voltando ao peso anterior num passe de mágica (aí sim é mágica das boas, porque nosso organismo não é bobo não!) e voltando a fazer a dieta sempre, tornando um ciclo vicioso e perigoso!

nutriçãoVocê tem alguma dúvida de que tudo que tem por trás dessa dieta é o interesse econômico? Ou ta afim de ficar com aquele bafinho delicioso de acetona? Por favor gente! Dieta não existe! Alimentar-se bem existe! Procurar um nutricionista e um professor de educação física (habilitados e éticos – comprometidos com a ciência) existe mais ainda e vai te fazer sentir muito melhor…

Por: Anne Paiva