Menos Sensacionalismo, Mais Nutrição

alimentação

Não gosto de nutrichatice, muito menos de nutrisensacionalismo. Por isso mesmo, me respondam: alguém vê algum sentido neste tipo de imagem e de frase? Porque eu não!

Uma coisa é certa, só compra industrializado quem quer comprar industrializado! Ninguém é obrigado a nada. A lista de conservantes, aromatizantes, acidulantes e tantos “antes” é gigantesca, mas comparar com um alimento da indústria cosmética é de rir! Se fosse assim tão fácil era só dar uma bela mordida no amigo sabonete com aveia e mel durante o banho e tudo certo: to alimentado, feliz, além de cheiroso por dentro e por fora. Para né gente! Menos terrorismo, mais nutrição. Quem tem tempo de ir à feira, comprar alimentos orgânicos, higienizá-los, prepará-los crus e cozidos, sentar-se à mesa e comer, ÓTIMO! Mas, e quem não tem este tempo? Eu mesma não tenho, e acho que alguns industrializados podem sim ajudar na alimentação. A dica é simples: comece a ter mais curiosidade pela tabela nutricional e pelos ingredientes que estão no produto… quanto mais nome difícil, pior! Quanto mais açúcar, pior! Quando mais sódio, pior! Quanto mais gordura, pior! Agora, comparar com sabonete? Pior ainda!

_____________________________________________________________________________

anne

 

 

Por: Anne Paiva

_____________________________________________________________________________

 

Comecei um Detox…

detox

…de pessoas e coisas que não me fazem bem! hahahaha achou que era uma dieta daquelas que todo mundo está fazendo? Ah, eu acho que não! Mas vou explicar mais um pouco dessa moda para você.

A dieta detox começou de mansinho e logo se espalhou feito fogo no feno! (haha) Ela se caracteriza por um programa (disseminado por nutricionistas e/ou leigos) de desintoxicação do organismo feito através da ingestão de alimentos naturais e ricos em nutrientes (lembrando que todo alimento natural é rico em nutriente). Muitos dizem que o detox ajuda a liberar as toxinas presentes no organismo, dando aquele up no emagrecimento rápido e na prevenção do aparecimento de doenças.

detox water

Até aí tudo mágico, não é mesmo geração imediatista!? Mas, não vá pensando que uma semana, ou dois dias de detox vão limpar seu organismo e te deixar mais magro. O processo é muito mais complexo que isso. Estudo recente publicado no Journal of Leukocyte Biology mostrou que os sinais de uma vida não saudável persistem por muito tempo após a melhora da qualidade das refeições. E você aí achando que uma semana de detox vai mudar radicalmente sua vida e te fazer perder 7 Kg (que não são de gordura) ou te livrar de doenças do coração.

Obviamente, a ingestão de alimentos naturais faz um bem inenarrável para o organismo. Mas, hoje, a quantidade de aditivos tóxicos – como agrotóxicos em vegetais e hormônios em animais – é tão grande, que não podemos afirmar que a desintoxicação é real. Por isso, tenha cautela. Um estilo de vida saudável ajuda seu corpo a viver em sintonia com a saúde. Os bons hábitos não devem começar na segunda e parar na sexta! Eles devem ser para a vida inteira.

frutas

A ingestão de legumes, frutas e verduras, além do alto consumo de água não devem ser feitos com a intenção de compensar aquela pizza com catupiry ou a porção de batata frita com chopp do final de semana com os amigos! Ela deve fazer parte do seu cardápio diário, assim como também devem fazer parte todos os grupos alimentares (carboidratos, carnes, ovos, leguminosas, laticínios e lipídios).

“Tenha calma, respeite seu ritmo! Tome suco verde, ou coma a couve na salada. Faça uma caminhada diária. Durma bem. Sorria. Fique perto de pessoas bacanas. Ame sua família. Leia seu livro favorito. Emane boas energias. O detox estará feito!” (Anne)

detox

 

Ahhh! Só para lembrar: Há quem diga que uma dieta detox tem produtos industrializados, como iogurtes e molhos prontos. Ora, não caia nessa besteira! Se for para perder seu dinheiro, faça outra coisa.

Se você gostou do texto, deixe um comentário! Clique no título do post e comente! :*

________________________________________________________________________________

share

Por: Anne Paiva

________________________________________________________________________________

“Eu Não Como Comida, Eu Como Números”

anorexia

Começo o post de hoje com uma frase que me deixou preocupada: “A anorexia nervosa é a terceira doença crônica mais comum em adolescentes do sexo feminino.” Eu já sabia que era um transtorno muito comum, mas não tanto. Depois disso, fiz uma busca rápida no Google e fiquei ainda mais preocupada com a quantidade de blogs e sites que são “Pró Ana” (pró anorexia).

Esses blogs e sites são mantidos por meninas e mulheres (algumas vezes homens) que praticam anorexia e vêem isso não como uma doença, mas como um estilo de vida. Neles, a magreza excessiva é aplaudida e vista como inspiração, encontra-se dicas de apologia ao distúrbio que levam milhares de pessoas a perder a batalha contra a doença.

transtornos alimentares

Dietas hiper restritas (achei “cardápios com 150 e menos kcal a serem consumidas por dia), dicas de como evitar lugares e pessoas, desculpas para inventar aos pais, meios de fugir da comida, dicas de laxantes e diuréticos e até de medicamentos de hormônios para evitar que o metabolismo entre em platô (redução do metabolismo que leva a uma maior dificuldade de emagrecimento).

Primeiro, vamos tomar consciência da doença!

anorexia

Os transtornos alimentares são caracterizados por alterações nas atitudes alimentares e por marcante insatisfação com a imagem corporal. Dietas restritivas severas, ingestão alimentar irregular, aversões alimentares, compulsões e comportamentos compensatórios e de purgação são peculiaridades típicas dos transtornos relacionados à comida. A anorexia nervosa é um deles, vista como uma “amiga da mulher” e uma oportunidade para entrar nos estereótipos impostos pela sociedade atual, traz malefícios importantes à saúde, muitas vezes irreversíveis, levando à morte.

O portador do distúrbio apresenta comumente as seguintes características:

  • Restrição da ingestão alimentar com importante perda de peso;
  • Recusa em manter peso mínimo adequado para idade e altura;
  • Medo intenso em ganhar peso;
  • Distúrbio da imagem corporal;
  • Amenorreia em mulheres (ausência de menstruação em mulheres de idade fértil)

anorexiaComo a maioria dos jovens não estão preocupados com o amanhã, e são intensamente influenciados pelos corpos vistos na mídia e pelo ambiente social e familiar, não se atentam para os problemas que podem enfrentar devido à desnutrição desencadeada pela anorexia nervosa. Alterações endócrinas, gastrintestinais, alterações no sistema imunológico com redução dos mecanismos de defesa, diminuição da força muscular, anormalidades na mineralização óssea (comprometendo o pico de massa óssea e aumentando o risco de fraturas) e acometimento do músculo cardíaco são bons exemplos do que este indivíduo pode desenvolver.

Assim, deixo a mensagem de que deixar um pouco a pressa de lado e buscar hábitos saudáveis dentro de sua própria realidade ainda é o melhor método para alcançar seus objetivos.

Sua felicidade não deve ser vinculada à magreza excessiva. Se sua aparência é assim tão importante, que tal ter cabelos e unhas fracas e quebradiças, bochechas pálidas e sem forma, falta de curvas, ossos aparentes e fracos, mal hálito e dentes frágeis? Pense nisso. Extremismos não levam ninguém a lugar nenhum! Comer bem, com equilíbrio e consciência sim!

anorexia

Se você se identificou com esse transtorno, procure ajuda! Há evidências de que, com a restauração do peso, muitas das complicações clínicas dos transtornos alimentares podem ser revertidas. Assim, torna-se imprescindível o olhar atento de uma equipe multidisciplinar.

anorexia

“Toda sociedade tem um jeito de torturar mulheres. Nosso jeito é impondo a busca à perfeição. Isto não deveria ser desse jeito. Todos temos direito de viver sem ter nossos corpos criticados.”

Se você gostou do texto, deixe um comentário! Clique no título do post e comente! :*


share

Por: Anne Paiva